quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

COMPORTAMENTO: VOCÊ RONCA?



Você sabe as causas do ronco?

Especialistas esclarecem quais são as situações que provocam o barulho desagradável, que pode até levar a problemas mais sérios - quando se tem a apneia do sono -, e como tratar ou amenizar a questão

sono 
Dormir numa posição errada é uma das causas do ronco, por obstruir as vias aéreas superiores

Passamos um terço da nossa vida dormindo, mas nem sempre esse momento – essencial para a recuperação do corpo e da mente – é utilizado de forma correta, e entre os motivos, está o ronco. Esse barulho incômodo, que gera até brigas entre casais, nada mais é do que a passagem do ar pelas vias aéreas superiores que sofrem estreitamento. De acordo com a Associação Brasileira do Sono (ABS), 24% dos homens de meia-idade roncam, e esse número sobre para 60% quando chegam à terceira idade. Já entre as mulheres, a pesquisa da ABS mostra que cerca de 40% das que tem mais de 60 anos também roncam. Ainda segundo a associação, boa parte dos pesquisados apresenta a chamada apneia – interrupção da respiração durante o sono.

As causas do ronco são diversas: obesidade, alguma obstrução nasal, aumento do diâmetro do pescoço, amígdalas e úvulas aumentadas ou inchadas, dorso de língua elevado ou adenóide – neste caso, especialmente entre as crianças. O presidente da Sociedade Mineira de Otorrinolaringologia, Cheng T-Ping, afirma que todas essas causas podem ser tratadas: "Se for por algo que está obstruindo, é possível corrigir através de cirurgia".

Mas nem todo ronco é considerado um problema, como os ocasionais. "Ingerir bebidas alcoólicas ou sedativos também pode ser um disparador para o problema", diz o médico. Isso acontece devido ao profundo relaxamento da musculatura que circula a faringe – assim como acontece com os músculos do corpo todo –, e, com isso, há o estreitamento da via aérea superior, o que dificulta a passagem de ar.

O problema mais grave relacionado ao ronco é a apneia do sono, que provoca interrupções da respiração por intervalos de até 10 segundos ou mais. Infelizmente esse problema não tem cura. Além disso, levando em conta apenas o tipo de barulho provocado pelo ronco, não é possível fazer o diagnóstico. É necessário passar pelo exame de polissonografia, em que o paciente dorme durante uma noite inteira ligado a sensores para o monitoramento do sono. "A causa tem que ser investigada por um otorrino e se for apneia, o tratamento é com um pneumologista", explica Cheng T-ping.

Apneia

Geralmente, o médico só é procurado para avaliar o problema do ronco quando a esposa ou outra pessoa que divide o quarto com o "roncador" reclama. Quem sofre com a apneia do sono sente as consequências não apenas à noite, mas durante todo o dia. Por não ter um sono reparador e profundo, a pessoa passa a ter sonolência, irritação, queda na produtividade e pode, ainda, ter problemas de hipertensão arterial e arritmia cardíaca. "A apneia está também relacionada a acidentes no trânsito. A pessoa dorme dirigindo, por que dorme mal", conta o presidente do departamento de pneumologia e cirurgia torácica da Associação Médica de Minas Gerais, Flávio Mendonça da Silva.

De acordo com o pneumologista, a apneia não tem cura, mas é possível atenuar seus efeitos e proporcionar mais qualidade ao sono, com algumas mudanças, como o emagrecimento, a realização de atividades físicas e o uso de um aparelho ao dormir, chamado CPAP – consiste numa máscara que injeta uma coluna de ar durante o sono para permitir a abertura das vias superiores. "Dormir com o aparelho não é fácil, mas quando a pessoa se adapta e começa a sentir os efeitos positivos, não deixa mais usar o CPAP", diz o pneumatologista. O aluguel do aparelho custa em média R$ 300 por mês, ou pode ser comprado por cerca de R$ 2.500.
Dormir reclinado ou de lado também pode amenizar o barulho do ronco. Isso porque diminui a pressão sobre o diafragma, o que não acontece quando se dorme de barriga para cima, devido à flacidez da garganta. Outros recursos curiosos e caseiros, podem ajudam quem vira muito á noite: costurar duas bolas de tênis nas costas do pijama, para impedir que a pessoa vire pra cima; dormir em um colchão especial que impede que a pessoa não fique na posição correta, ou seja, de lado.

FELIZ ANO NOVO!!!

FELIZ ANO NOVO!


BURACO DE BELIZE: FIM DA CIVILIZAÇÃO MAIA?



Cientistas encontram indícios do fim dos maias no 'Grande Buraco Azul'

Pesquisa analisou composição de caverna submersa no Mar do Caribe. Resultados corroboram tese de que grande seca acabou com civilização.

Do G1, em São Paulo 
 Grande Buraco Azul em Belize (Foto: U.S. Geological Survey)
Grande Buraco Azul em Belize: sedimentos corroboram teoria de que fim da civilização maia está relacionado a uma seca severa (Foto: U.S. Geological Survey)

Novas análises feitas em minerais retirados da caverna submersa conhecida como o Grande Buraco Azul, em Belize, na América Central, dão pistas sobre os motivos que levaram ao fim da civilização maia. 

Os resultados do estudo, feito por pesquisadores da Universidade de Rice, no Texas, corroboram uma teoria já existente: a de que uma grande seca teria levado ao desaparecimento da sociedade maia.

A equipe de pesquisadores perfurou e coletou amostras de sedimentos encontrados no Grande Buraco Azul e nos recifes de coral dispostos ao redor da caverna. A composição dessas amostras foi analisada, principalmente em relação à quantidade de titânio e alumínio.

 Grande Buraco Azul em Belize visto pela Nasa (Foto: Nasa/Divulgação)
Grande Buraco Azul em Belize visto pela Nasa (Foto: Nasa/Divulgação)

Em entrevista ao site americano "LiveScience", o geólogo Andre Droxler, da Universidade de Rice, explicou que a chuva corrói as rochas vulcâncias da região, que contém titânio, que é então transportado até o oceano. Por esse motivo, quantidades menores desse elemento nos sedimentos correspondem a períodos de menos chuva.

O que a análise dos sedimentos e dos corais demonstrou foi que houve um período de seca extrema entre 800 d.C e 900 d.C, que coincide com o momento em que a civilização maia começou a se desintegrar. A partir dessa época, eles entraram em declínio econômico e cultural, e perderam influência com a ascensão de outros povos, como os toltecas. Acabaram dominados pelos espanhóis.

Grande Buraco Azul

O grande círculo azul escuro no meio do mar turqueza do Caribe costuma atrair mergulhadores e turistas do mundo todo. Localizado no Atol de Recifes Lighthouse, a cerca de 50 milhas a leste da cidade de Belize, o buraco é um círculo quase perfeito, de cerca de 300 metros de diâmetro e 125 metros de profundidade. É visível inclusive do espaço – foi captado por um satélite da Nasa em março de 2009.

No início dos anos 1970, o famoso oceanógrafo Jacques Cousteau explorou seus túneis e estalactites. O Buraco Azul é parte da Reserva de Barreiras de Recifes de Belize, considerada Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Civilização Maia

A civilização maia dominou a península de Yucatán e o norte da América Central, onde atualmente ficam o sul do México, Belize, Guatemala e partes de Honduras e El Salvador. O auge desse povo foi entre os anos 800 e 1000 d.C.. A partir daí, eles entraram em declínio econômico e cultural, e perderam influência com a ascensão de outros povos, como os toltecas. Acabaram dominados pelos espanhóis, e ainda vivem na mesma região.

 Pirâmide maia de Chichen Itza, no sul do México (Foto: Dennis Barbosa/G1)
Pirâmide maia de Chichen Itza, no sul do México (Foto: Dennis Barbosa/G1)

 Muro de pedra produzido pela civilização maia, em Belize (Foto: Divulgação/Douglas Kennett/"Science")
Muro de pedra produzido pela civilização maia, em Belize (Foto: Divulgação/Douglas Kennett/"Science")

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

FIM DE ANO: DICAS DE PROSPERIDADE



Dicas de Prosperidade pelo Feng Shui:

 sapo33
A limpeza da casa vai além da aparência e é preciso que cada coisa realmente esteja no seu lugar. Gavetas organizadas, closet organizados, estantes de livros limpos e organizados, banheiros limpos e cheirosos.

A consciência da limpeza e organização é necessária, para atrair uma vida financeira próspera e feliz.

Outra coisa que se deve ter de maneira clara e que tudo aquilo que você já não usa, deve ser doado. Quando você segura, automaticamente você trava o fluxo da prosperidade.

A organização de uma casa é fundamental para atrair equilíbrio e prosperidade para sua vida.

Muitas vezes a casa parece organizada e limpa, mas é somente aparência, pois armários e gavetas estão entulhados de coisas sem utilidade e o guarda-roupa cheio de peças que não usamos. A bagunça gera inércia, cansaço, tira o foco do que é importante, deixa a mente confusa, gera tristeza e nos prende energeticamente com o passado impedindo o fluxo da energia da abundância.

O universo entende que, quem tem coisas que não usa é porque não precisa de mais nada e isto impede a chegada de coisas novas na sua vida. O acúmulo de coisas te prende ao passado e pode atrasar até aquela promoção que você tanto espera ou aquele emprego que nunca chega. Crie espaço na sua vida para a chegada de coisas novas.

Gere prosperidade, permita que outras pessoas se beneficiem das coisas que não tem mais utilidade para você.

Siga as dicas do feng shui e tenha uma vida mais equilibrada, próspera e feliz.

Doe tudo aquilo o que não usa mais. Tire do guarda-roupa aquelas peças que você não usa há mais de dois anos.

Se está parado tanto tempo é porque aquela peça de roupa não tem mais a ver com a sua energia. Isto vale também para objetos, livros, brinquedos, equipamentos eletrônicos sem utilidade, lembrancinhas, bilhetinhos.

Mande para o conserto objetos quebrados ou danificados. Mantenha tudo funcionando e em bom estado a sua volta.

Descarte objetos enferrujados ou embolorados. Estes objetos estão impregnados com energia negativa.

Evite consertar louças quebradas ou objetos que fiquem com aparência de trincados. O melhor mesmo é descartá-los.

Doe ou descarte aqueles presentes que não tragam boas lembranças de quem te presenteou. Qualquer coisa na sua casa que não traga boas energias deve ser descartada.

Se tiver o hábito de guardar revistas e jornais, faça uma triagem periódica. Uma boa pratica seria doar para as escolas ou até mesmo no salão de manicure que você frequenta.

Habitue-se a checar a papelada e jogue fora o que não tem utilidade, como propagandas, folhetos de pizzaria repetidos, pedidos de doações.

Organize seus documentos em pastas e coloque etiquetas de acordo com o conteúdo, como exemplo, documentos do carro, documentos da casa, contas pagas. Com o recibo de quitação anual, fica mais fácil descartar papéis sem utilidade.

Coloque em uso tudo aquilo que você tiver guardado para aquela ocasião especial. Dia especial é todo dia e você merece usar o melhor.

Faça uma boa faxina em sua casa, mantenha tudo sempre limpo e organizado.

Conserve apenas as coisas úteis, bonitas e alegres.

Lembre-se: Tudo na vida é cíclico e tem começo, meio e fim. Se alguma coisa estiver sem uso dê um destino para aquilo, mesmo que o destino seja fora da sua vida.

Cláudia Morgado